Home / Cinema / Em algum lugar do passado. Lindo demais, e ao mesmo tempo triste!

Em algum lugar do passado. Lindo demais, e ao mesmo tempo triste!

Imagine alguém se apaixonar por uma mulher que só tinha visto em um antigo quadro. 

A partir disso passa a fazer  de tudo para voltar ao passado e encontrá-la.


Richard Collier (Christopher Reeve) é um jovem teatrólogo que conhece na noite de estreia da sua primeira peça uma idosa, que lhe dá um antigo relógio de bolso e diz: “Volte para mim”. 

Ela se retira, deixando-o intrigado.


Anos depois, Richard decide viajar sem destino certo e se hospeda no Grand Hotel. da cidade.

E no hotel, encontra um Salão Histórico, repleto de antiguidades, quadros, imagens, e fotografias…e uma delas o encanta… uma bela mulher, Elise McKenna (Jane Seymour), e uma minuciosa pesquisa, descobre ser a mesma a idosa que lhe deu o relógio.


UM FILME QUE NÃO NOS DEIXA DORMI

Apesar da ambientalização ser bem escura.


UM FINAL surpreendente… vale a pena ver…tenho ele na minha filmoteca, e não abro mão de ver pelo menos

uma vez por mês.

E o mais triste de tudo isso
é saber que Christopher Reeve, tenha sofrido
um grave acidente, e ter ficado sem condições de atuar.


NOSSO SUPER HOMEM MAIS QUERIDO
Deus te abençoe!

Veja Também

A filha Perdida. Filme nas telonas e na Netflix.

Assim diz a sinopse oficial… “Desacompanhada em uma cidade praiana, Leda (Colman) fica obcecada por …